PC/SP: Publicado edital de Agente de Telecomunicações e Papiloscopista. Nível Médio

Boa notícia para quem deseja ingressar na Polícia Civil do Estado de São Paulo – PC/SP em vagas que exigem o nível médio. Na manhã desta quarta-feira (25), foram publicados dois editais que juntos oferecem 500 vagas, sendo 300 para o cargo de Agente de Telecomunicações e 200 para a função de Papiloscopista Policial.

Além do nível médio, é necessário ter ainda carteira de habilitação na categoria “B” e boa conduta na vida pública e privada.

As inscrições para o concurso da Polícia Civil do Estado de São Paulo – PC/SP acontecem na página da Vunesp – www.vunesp.com.br, entre os dias 03 de maio e 1º de junho. A taxa de participação é de R$ 56,54 para todos os cargos.

         → BAIXE OS EDITAIS 2018 DA POLÍCIA CIVIL/SP: DELEGADO, INVESTIGADOR, ESCRIVÃO, AGENTE DE TELECOMUNICAÇÕES E PAPILOSCOPISTA

O processo de seleção do concurso terá duas etapas. A primeira será por prova objetiva prevista para o dia 1º de julho. Os testes serão aplicados nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (Capital e Grande São Paulo), Piracicaba e Sorocaba. Os locais e horários serão divulgados no edital de convocação, a ser publicado posteriormente no site da Vunesp.

A segunda fase do processo de seleção ainda terá comprovação de idoneidade e conduta escorreita mediante investigação social.

A remuneração inicial para os cargos é de R$ 4.281,64, incluindo R$ 3.589,87 de salário base e R$ 691,64 de adicional de insalubridade.

Ainda há previsão de publicação de mais 600 vagas nesta semana. As oportunidades serão para Agente de Polícia (400) e Auxiliar de Papiloscopista (200), ambos de nível médio.

 

ATRIBUIÇÃO DOS CARGOS

Agente de Telecomunicações Policial: tarefas de transmissão ou recepção de informações de qualquer natureza por fio, radio, eletricidade, meios óticos ou qualquer outro processo eletromagnético, dentre outras a elas relacionadas ou delas decorrentes, além daquelas descritas na Lei Complementar n.º 207, de 5 de janeiro de 1979, e na Portaria DGP-30, de 14 de novembro de 2012.

Papiloscopista Policial: estudo das impressões digitais na palma das mãos, dedos e na sola dos pés através das papilas dérmicas aptas a identificar o ser humano. Também cuida dos trabalhos de coleta, análise, pesquisa e arquivamento dos documentos pertinentes, assistindo ao delegado de polícia, além daquelas descritas na Lei Complementar n.º 207, de 5 de janeiro de 1979, e na Portaria DGP-30, de 14 de novembro de 2012. Planejar, coordenar e controlar a realização de captura e pesquisa em banco de dados automatizados de leitura, comparação e identificação de impressões papilares. Realizar a inserção de fragmentos papilares questionados no banco de dados automatizados, bem como o processamento da imagem, pesquisa, leitura, comparação e identificação das impressões papilares padrão; realizar pesquisa nos acervos decadactilar, monodactilar, quiroscópico, podoscópico e fotográfico, bem como a organização sistemática dos mesmos. Proceder à identificação civil e criminal de indivíduos, realizando pesquisas em banco de dados civis e/ou criminais, retrato falado, bem como perícias papiloscópicas em locais de crime ou desastres, em veículos, objetos, documentos e correlatos, requisitadas pelas autoridades policiais e judiciárias, culminando na elaboração de laudo pericial papiloscópico. Aplicar e desenvolver técnicas científicas e procedimentos para o tratamento e aproveitamento do tecido dérmico ou epidérmico de cadáveres, reconstituindo as impressões papilares visando à identificação. Proceder à identificação de cadáveres em diferentes estados, através de perícia necropapiloscópica. Efetuar busca através das impressões papilares de pessoas desaparecidas. Comparecer aos locais de crimes, proceder à técnica de levantamento papiloscópico para posterior localização, revelação, decalque e transporte de fragmentos digitais, palmares e plantares em objetos de diferentes superfícies. Realizar perícias de projeções de envelhecimento e rejuvenescimento facial humana para fins de identificação. Efetuar trabalhos técnicos fotográficos e macro-fotográficos para instruir laudos periciais papiloscópicos e necropapiloscópicos.

 

 

 

      → LEIA TAMBÉM: POLÍCIA CIVIL/SP: Publicado Edital de Delegado Civil!

      → LEIA TAMBÉM: Polícia Civil/SP: publicada 1.400 vagas para os cargos de Investigador e Escrivão 

 

Um comentário em “PC/SP: Publicado edital de Agente de Telecomunicações e Papiloscopista. Nível Médio

  • 26 de abril de 2018 em 23:55
    Permalink

    Sou vigilante mais meu sonho e meu maior desejo é conseguir entra na polícia civil si deus mim abencoa vou conseguir

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Warning: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, class 'livehelperchat' does not have a method 'wp_footer' in /home/clube/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 286